CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA DE SÃO FRANCISCO - ES

Vereador Rafael fala que Executivo quer solucionar problema dos moradores de rua

Na sessão desta segunda-feira 27, quando ao ocupa a tribuna durante o encontro parlamentar, o vereador e vice-presidente do Poder Legislativo, Rafael Malaquias Venancio – Rafael do Hospital relembrou que há três sessões teria abordado o assunto relacionado aos moradores de rua. Rafael naquela oportunidade, teria cobrado uma solução junto ao Executivo, no sentido de encontrar saídas para o fato.

Ele destacou que o prefeito Enivaldo dos Anjos já teria nomeado uma pessoa responsável para ter acesso e convencer os envolvidos, a encontrarem um acompanhamento social, minimizando assim a situação já que o assédio dessas pessoas viciadas em álcool aos outros cidadãos tem sido muito problemático. Rafael agradeceu ao prefeito Enivaldo dos Anjos, pela atitude, mas lamentou que os abordados, não aceitam serem cuidados e por isso o Executivo estaria acionando a Justiça para enfim o problema seja sanado.

De acordo com o que foi divulgado, oprefeito de Barra de São Francisco Enivaldo dos Anjos encaminhou ao Ministério Público da cidade documento onde solicita apoio e orientação quanto a situação dos moradores de rua do município. No documento, o prefeito cita a aprovação da Lei Municipal nº 1184, de 29 de novembro de 2021, que institui o Programa Municipal de Combate à Fome, a Moradia Digna e Incentivo a Inclusão Social Produtiva – “PROJETO DIGNIDADE SOCIAL”.

No programa em questão, a prefeitura cria apoio aos moradores de rua como alimentação, hospedagem e prestação de serviços no Hortão Municipal, atribuindo a eles, ainda, uma gratificação no montante mensal de até 8 (oito) Unidades Referência do Município (UR) que dá, aproximadamente, R$ 320,00 (trezentos e vinte reais).

Desde sua aprovação, foi designado para execução do projeto, o Subsecretário Municipal de Agricultura Carlos Rubens da Silva que tem abordado, constantemente, os moradores em situação de rua no município, apresentando o programa e os benefícios, para reintegração social.

Para a surpresa da administração municipal, apenas um morador de rua aceitou se integrar e já se encontra inserido ao projeto, enquanto os demais, não foram receptivos e agiram com sentimento de agressividade e se negando a aceitar o auxílio dado pelo município, alegando que preferem ser moradores de rua, viver em calçadas sob as piores condições humanas de alimentação, higiene, saúde e fazendo questão de se demonstrarem abandonados pelas autoridades públicas.

“Apelamos aos representantes do Ministério Público, a nos apoiar neste programa de recuperação da dignidade humana destes moradores que, ao usarem drogas ilícitas, causam transtornos aos demais membros da população, por se comportarem com agressividade, ameaçando menores, ofendendo moralmente as pessoas para que lhe deem esmolas, além de estarem sob suspeitas de realizarem pequenos furtos no município”, afirmou o prefeito Enivaldo dos Anjos.

Além da negativa dos moradores de rua em serem ajudados pelo programa social do município, há também diversas denúncias e reclamações de pessoas da população que estão sendo ameaçadas, até mesmo com arma branca (faca), por se recusarem a pagar um “suposto” valor de estacionamento em área pública. O valor é estipulado pelos próprios moradores de rua, podendo chegar a um valor de até R$ 100,00 conforme reclamação feita por pessoas da sociedade francisquense.

O prefeito Enivaldo dos Anjos afirma, ainda, que todas as providências que estiverem ao alcance da municipalidade para solucionar esta situação, mas que necessita do apoio de todos os órgãos competentes tendo em vista a dificuldade de se convencer os moradores de rua a aceitarem ajuda.

 

ASCOMCMBSF

Data de Publicação: terça-feira, 28 de dezembro de 2021

ACOMPANHE A CÂMARA

Endereço:
Rua Tiradentes, n° 205 – Bairro Irmãos Fernandes
Barra de São Francisco – ES


Telefone(s): (27) 3756-2114 / (27) 3756-2720

E-mail: faleconosco@barradesaofrancisco.es.leg.br

Atendimento ao Público:
Segunda das 08h00 às 17h00
Terça a Sexta-feira 08 às 13h00


Horário das Sessões Plenárias:
17 horas (Calendário)